Profissão: Bacharel em Farmácia

Saudações candidatos ao Vestibular! Vamos falar de um profissional que tem conhecimento técnico e científico para promover a saúde em todos os seus níveis: o Bacharel em Farmácia.

O que faz?

O Farmacêutico pesquisa e prepara medicamentos, cosméticos e produtos de higiene pessoal, examina e testa substâncias e princípios ativos que entram em sua composição e observa as reações provocadas no organismo. Registra novas drogas, distribui e comercializa os produtos e verifica se chegam ao consumidor dentro das normas sanitárias. Em laboratórios de análises clínicas, pesquisa, registra e realiza exames clínico-laboratoriais e toxicológicos para auxílio do diagnóstico e acompanhamento de doenças. Em farmácias, distribui medicamentos e prepara fórmulas personalizadas. Na indústria alimentícia, controla a qualidade das matérias-primas e do produto final, estudando e estabelecendo métodos para evitar e detectar adulterações e falsificações, a fim de impedir danos à saúde pública.

Onde pode trabalhar?

As oportunidades de trabalho para o farmacêutico têm se ampliado. Além dos tradicionais postos em indústrias de medicamentos e insumos farmacêuticos, que absorvem boa parte dos profissionais formados, as farmácias e drogarias em todo o país continuam contratando para cumprir a exigência de ter ao menos um farmacêutico em seu quadro. Veja no que mais o Farmacêutico trabalha:

Análises clínicas e toxicológicas: Analisar material biológico, como sangue, fezes e urina, para detectar doenças provocadas por agentes infecciosos, alimentos, produtos químicos ou drogas.

Atenção farmacêutica: Orientar pacientes em drogarias, laboratórios e indústrias farmacêuticas que mantêm ativo o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC).

Área ambiental: Controlar a qualidade da água, do solo e do ar em determinadas regiões.

Biologia molecular: Pesquisar e realizar análises laboratoriais envolvendo técnicas de biologia molecular para diversos exames, como o de paternidade.

Cosmetologia: Formular cosméticos e produtos de higiene em indústrias e farmácias de manipulação. Atuar no controle de qualidade desses produtos.

Farmácia clínica: Acompanhar pacientes internados e submetidos a tratamentos longos. Assessorar médicos e enfermeiros.

Farmacovigilância: Analisar medicamentos e cosméticos para saber se estão cumprindo o que prometem e se atendem às necessidades dos consumidores.

Medicamentos: Pesquisar e testar princípios ativos e a aplicação de novas drogas nas indústrias farmacêuticas.

Pesquisa clínica: Observação clínica de pacientes que recebem medicamentos novos no mercado.

Vendas: Comercializar medicamentos em drogarias e vender para hospitais e postos de saúde. Preparar remédios individualizados, conforme prescrição médica.

Vigilância sanitária: Analisar e controlar produtos industrializados, sejam eles medicamentos ou cosméticos, insumos para laboratórios ou alimentos frescos ou em conserva.

 

Opinião de quem faz:

Elvis Viana é estudante do 3º ano de Farmácia e fala pra gente sobre o curso:

Escolhi Farmácia porque além de ser algo que eu amo, a profissão abre um leque de possibilidades de trabalho. Quando prestei o vestibular, pesquisei várias instituições e a Unipar era a que tinha a melhor estrutura. Tenho professores sensacionais e muito preparados, além de laboratórios super equipados! Além do mais eu aproveito todas as oportunidades que a Unipar me dá: participo da iniciação científica desde o primeiro ano, o que enriquece meu currículo e meus conhecimentos; também participo do programa de monitoria, que acho super legal!

E tem mais! Se liga no programa Profissões, que mostra como é a rotina do farmacêutico:

Não disse que era uma profissão bem dinâmica? Então corre lá no site do Vestibular pra saber mais! E fica ligado aqui no blog pra saber de mais profissões e mais dicas pra você de dar bem no vestibular!

 

Falou galera! :D

 

Comments

Deixe um Comentário

0 Comentários.

Deixe um Comentário

NOTA - Você pode usar estesHTML tags and attributes:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>